DERIVAÇÃO 68A/62 – B – 1962

ARTISTA: JOSÉ OITICICA FILHO

Cientista fotógrafo, fotógrafo cientista. Entomólogo, fotógrafo, pintor, professor de matemática, engenheiro. Figurativo e abstrato. José Oiticica Filho – JOF aliou a ciência à arte, ou vice-versa, de maneira exemplar.
JOF não foi apenas um dos melhores e mais revolucionários fotógrafos brasileiros. Ele criou uma linguagem que o coloca na vanguarda da fotografia mundial. Seu trabalho vai além do construtivismo. Podemos e devemos colocá-lo entre os grandes fotógrafos do início do Século XX, como o russo Aleksandr Ródtchenko (1891 – 1956), o húngaro László Moholy Nagy (1895, 1946), os norte-americanos Man Ray (1890 – 1976) e Alvin Langdon Coburn (1882 – 1966).
JOF nasceu e morreu no Rio de Janeiro (1906 – 1964). Participou ativamente do movimento fotoclubístico brasileiro, foi membro do Foto Clube Brasileiro e da Associação Brasileira de Arte Fotográfica, no Rio de Janeiro, e do Foto Cine Clube Bandeirante,
em São Paulo. Foi o artista brasileiro mais premiado no exterior na década de 50: até o ano de 1954, teve 429 participações internacionais. Em 1956, constou como sétimo expositor mundial na lista da Féderation Internationale d’ Art Photographique – FIAP, com 178 fotos em 84 salões internacionais.

Exibindo todos 2 resultados